Menu


Telefone: (11) 3666-2529

E-mail: contato@clinicadecoracao.com.br
Horário de atendimento: de Segunda a Sexta das 9h às 17h e de sábado das 9h às 13h
Bem Vindos à Clínica DECORação. Nossa equipe de profissionais está pronta para lhe atender. Os pacientes? Sua casa, escritório, quarto, sala, cozinha, ou qualquer outro ambiente que precise passar por uma repaginada no visual. Agende agora mesmo sua consulta!


sexta-feira, 8 de abril de 2016

Imoveis - quantas questões




Os membros do nosso grupo do Facebook responderam a enquete sobre compra e alugueis de imóveis, e percebemos que todas as opções da enquete eram dúvidas importantes para eles na hora da escolha .
Procuramos um especialista no assunto , o Proprietário da imobiliária Century 21 Alef , Eric Press, para nos auxiliar nestas dúvidas . Vejam abaixo as excelentes dicas que ele nos deu.

CD: O momento está favorável pra compra de imoveis?
EP: Sim, a crise fez com que os proprietários de imóveis estejam mais flexíveis para o aceite de propostas, o que faz com que o comprador tenha vantagens na negociação. Formas de pagamento como a permuta por outro imóvel, carro e até outros bens como barcos estão cada vez mais frequentes. O cenário é muito positivo para o comprador de imóveis.

CD: Qual a parcela de renda ideal para comprometer na compra da casa própria?
EP: Os bancos estão cada vez mais criteriosos em relação ao financiamento imobiliário e exigem nas novas contratações um comprometimento de no máximo 30% da renda familiar na casa própria. O ideal é trabalhar abaixo disso, pois no caso da perda de renda familiar por conta do desemprego ou outros fatores, a família está segura para pagar o financiamento.

CD:Casa em condomínio fechado, comprar ou construir?
EP: Construir costuma ser monetariamente mais vantajoso, porém o momento oferece diversas opções prontas com preços abaixo do valor de uma nova construção. O ideal é pesquisar, fazer as contas e comparar as casas prontas com a casa dos seus sonhos. Para isso, nada melhor que a ajuda de um arquiteto para um levantamento de preço.  

CD:Comprar ou alugar?
EP: Se a pessoa precisa de um imóvel imediatamente, sugiro alugar, porém olhando as oportunidades que o momento oferece. Para isso, ter um bom corretor de imóveis que conheça o que você procura e esteja atento para lhe oferecer as oportunidades quando ela aparece, é muito importante.
Se você tem tempo, está morando bem, fique de olho aberto que o mercado tem muita oportunidade boa.


CD: Qualidade de vida em casa ou acesso facil ao trabalho? Qual é o peso desses fatores na escolha de um imóvel?
EP: Cada dia que passa passamos mais tempo no trânsito, morar próximo do trabalho ou com acesso fácil a ele, é essencial. No caso de uma família, deve-se pensar também na proximidade com a escola dos filhos. Talvez até como primeira opção.  

CD:O que é importante considerar na hora da compra/aluguel?
EP:Muito importante contratar um corretor de confiança sempre que for comprar ou alugar. Só ele conhece o mercado a ponto de te oferecer os melhores negócios. Além disso, a compra de imóveis envolvem riscos que devem ser minimizados ao máximo, o histórico do imóvel, do terreno, do vendedor. Tudo isso deve ser analisado com muito cuidado para não ter nenhum prejuízo no futuro.

CD: Área comum equipada em prédio novo ou apartamento maior em prédio antigo?
EP: Depende do perfil do morador e da vida que ele leva. Condomínios clubes em bairros consolidados costumam ser raros e mais caros, porém o bairro oferece a infraestrutura do clube ou da academia que suprem esta necessidade. Em contra partida, bairros em formação como a Barra Funda em São Paulo, oferecem ótimas opções de condomínio clube, com bom preço, porém com o bairro ainda pouco estruturado em relação a serviços. O importante é pensar o que é mais importante, o endereço ou o imóvel e ir atrás do seu sonho.

CD: Quais são os custos totais de uma casa (parcelas, gastos fixos) que temos que considerar ao fechar um negocio?
EP:Os custos que incidem na aquisição de um imóvel novo além do próprio imóvel é a escritura, o registro desta escritura no cartório do imóvel competente e o ITBI (imposto de transmissão de bem imóvel). No caso do imóvel ser financiado, é importante comparar os juros e valores de seguro e taxas que os bancos vão cobrar no financiamento. Importante também estar atento aos valores de condomínio, IPTU e possível passivo trabalhista nos edifícios. Um bom corretor ou advogado podem assessora-lo nisso.



Com essas dicas na mão, ficou muito mais fácil ir atrás de um imóvel. Para quem quiser falar com o Eric, seguem os contatos dele abaixo. Obrigada Eric!

Eric Press
Proprietário da imobiliária Century 21 Alef
eric@c21alef.com.br


quarta-feira, 9 de março de 2016

5 dicas para decorar do zero gastando pouco dinheiro

Nossos seguidores pediram e nós vamos dar algumas dicas de como decorar a casa gastando pouco dinheiro. Usando a criatividade e investindo tempo e paciência é possível!

     1. Faça um bom planejamento

Fazer um bom planejamento é essencial na hora de decorar e reformar a casa. Isso inclui, muitas vezes o auxilio de um profissional, arquiteto ou decorador. Ele irá te orientar da forma adequada e sua contratação será um ótimo investimento pois evitara gastos desnecessários.

Caso o profissional não caiba no bolso, mesmo assim é possível planejar.
Com uma trena, meça os ambientes e esboce as medidas. No link abaixo tem um tutorial passo a passo de como tirar essas medidas e passar para o papel.


Com esse desenho em mãos, comece a listar todos os moveis e objetos que você quer adquirir e com uma rápida pesquisa na internet em lojas online você consegue ter uma ideia de valores e medidas.
Caso não possua um grande investimento inicial, pense nas prioridades e invista nelas. Não adianta gastar num vaso lindo, se sua sala não tem um sofá ainda.
Veja o que cabe na sala e no bolso. Faça um cronograma de pagamentos das compras e não comprometa grande parte de sua renda mensal


      2. Pesquise, pesquise e pesquise

Vá em varias lojas, pesquise preços, fretes, prazos de entrega, condições das peças. Muitas lojas liquidam showroom e mostruários, o que faz valer a pena negociar peças bacanas.
Garimpe em brechós de moveis, feiras de antiguidades e lojas mais desconhecidas, que muitas vezes tem preços mais atrativos.

     3. Faça você mesmo

Existem vários tutoriais na internet de como pintar paredes, instalar quadros, fazer luminárias,instalar papel de parede, piso... Ou seja, é possível fazer sozinho se você tiver ferramentas corretas, tempo e habilidade. Chame os amigos pra ajudar também, pode ser um dia divertido e você economiza uma graninha.


      4. Reaproveite, recicle, reforme 

De uma cara nova a peças antigas ou novo destino a peças que você nunca considerou usar.Uma cadeira antiga pode receber uma nova pintura, uma caixa de feira um estofado e virar banquinho, um pallet pode virar cama, uma garrafa de vidro um vaso, um pneu um puff ou uma mesa de centro. A criatividade é uma aliada importante nessa hora! Veja alguns exemplos abaixo













      5. Invista em materiais diferentes

Precisa renovar o azulejo antigo e não quer gastar? Pinte com tinta propria ou cole adesivos! Uma parede está branca e sem graça? Coloque um papel ou tecido adesivo. O armário da cozinha está riscado? Renove as portas com contact! 

Existem muitas alternativas baratas e praticas pra renovar os ambientes. Veja alguns exemplos: 








Com escolhas acertadas, dedicação e planejamento é possivel ter uma decoração super bacana gastando pouco. Confira nossas dicas toda semana aqui no blog!

Um grande beijo

Arq. Luiza Altman

Instagram: @clinicadecoracao

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Banheiros pequenos e maravilhosos

Todo mundo sabe como é importante termos um banheiro aconchegante, intimista e bem organizado, pois afinal de contas passamos vários momentos do nosso dia dentro de um, seja para tomar banho, escovar os dentes, se maquiar...Em banheiros pequenos, o desafio de conciliar beleza, organização e baixo custo é bem complicado.
Para isso é essencial usar e abusar de peças coringa e praticas. Um bom exemplo são peças com rodízios ou soltas, como gaveteiros, cestos e nichos volantes. Além de serem charmosos e mais baratos, são ultra práticos na hora de limpar o piso.




Também ajudam a aumentar a sensação de amplitude, revestimentos largos de peças grandes  com assentamento horizontal, ou cores claras que aumentam a luminosidade, principalmente se o banheiro não possuir janelas.



Alguns detalhes deixam o banheiro pequeno mais charmoso, como a colocação de pastilhas ou um revestimento diferente em alguns trechos somente. Não diminui o ambiente e ainda contribui para dar um toque de cor.








Os espelhos também são fortes aliados na hora de decorar um banheiro pequeno, pois aumentam ainda mais a sensação de espaço. Opte por modelos lisos ou bisotados mas que ocupem uma boa área da parede. Vale até acima do vaso sanitário!










Aproveite os cantos e recuos pra colocar prateleiras de vidro, que não pesam o visual e ainda organizam os objetos. Os nichos embutidos ou estreitos também ajudam muito nessa hora, bem como prateleiras sob medida.
  




 
  
Nesta peça,por exemplo, estão conjugadas armário e espelho, que fica fixo na porta basculante. Uma versão bem mais charmosa dos armários com espelho para pia, e muito fácil de ser executada.



Para quem não gosta de deixar os rolos de papel higienico nos porta-rolos convencionais, uma idéia bem criativa é fazer uma pequena vitrine com prateleiras de altura um pouco maior que os rolos, e colocar uma porta de correr de acrílico para protegê-los da umidade e do calor.  Assim eles sempre estarão organizados e ao alcance da mão!



Olhem que charme essas gavetinhas em cima da bancada! Organizam os objetos menores e são muito bonitas.


Para organizar a maquiagem e os produtos de beleza, coloque organizadores de acrílico ou plástico dentro das gavetas. Assim os produtos não ficam perdidos no fundo das mesmas e nem correm o risco de vazarem ou estragarem. Você encontra muitas opções deles em lojas de utilidades e são bem em conta.




Com nossas dicas, seu banheiro, mesmo que pequeno, ficará um charme. E nem precisará gastar muito para isso!

Confiram na semana que vem mais dicas de decoração! Gostou? Curta, compartilhe e fale pra gente!



Se você reconhecer alguma foto sua aqui nos avise! Será um prazer por seus créditos e divulgar seu trabalho.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Organizando a casa


Um dos fantasmas de uma casa, sem dúvida, é a bagunça. Para mim, pelo menos, surgem sempre algumas duvidas na hora de fazer a arrumação geral da casa. Por onde começo? Será que eu guardo isso? Onde é o melhor lugar pra esse item?

Sabe aquela arrumação grande, onde vamos doar e descartar o que não é mais utilizado, arrumar papeis, roupas? Então, essa me deixa maluca.

 Obviamente que se tivermos um sistema, essa arrumação periódica se torna muito mais fácil e rápida. Para isso eu fui atrás de dicas das fantásticas personal organizers da Organizabox, Stella e Malú Nogueira.


Se a bagunça for maior do que você imagina, contratar um profissional especializado pode ser uma ótima opção para otimizar seu tempo e espaço. “De forma mais prática o profissional da organização vai ajudar a identificar o problema da casa, analisar o espaço disponível versus a necessidade do cliente, auxiliar no descarte dos objetos (doação, lixo, conserto etc), categorizar, sugerir técnicas e produtos organizadores para facilitar o dia a dia”. – explicam.






 Perguntei também qual é, geralmente, o espaço mais bagunçado de uma residência. Para elas, cada casa é um caso. O quarto geralmente é o lugar que acumula mais bagunça, por ser um espaço privado e de uso diário. Se for de adolescente ou criança então, mais ainda. “Se na casa houver uma garagem ou depósito onde se guardam coisas de pouco uso de todos os integrantes da casa, normalmente esse espaço é um caos”. – diz Stella.





Mas e depois da arrumação feita? Como manter tudo em ordem? Isso requer mudanças de hábito, geralmente, elas explicam. “É bacana reservar um tempo diariamente para guardar o que foi tirado do lugar, evitando assim o acúmulo da bagunça. Geralmente, na casa com menos acúmulo de objetos ou se estes estiverem bem organizados, há mais facilidade em manter a organização. Se isso for muito difícil para a pessoa, a solução é ter alguém que possa fazer esse trabalho, que pode inclusive ser treinada por uma personal organizer. Ou ainda, aumentar a frequência da contratação do serviço de uma PO”. 

Para isso também é necessária a disciplina em não acumular coisas inúteis, a famosa prática do desapego. Sempre se pergunte: “Essa roupa ou objeto é útil e foi utilizada no último ano”?  A resposta geralmente revela o destino do item, se será mantido ou não. Eu adoto essa máxima anualmente e todo fim de ano me desfaço de muita coisa.

Outra dica é sempre que entrar no armário uma peça deve sair outra. Também é importante não ter objetos repetidos. Apenas um exemplar de cada é suficiente, por exemplo, não necessitamos de dois abridores de vinho, por exemplo.  “Guardar roupas que não estão servindo também ocupa um espaço inútil. A pessoa quando engordar ou emagrecer vai querer comprar peças novas, geralmente”. 


Os efeitos de uma casa organizada são incontáveis. Além de um ambiente mais agradável e saudável de se viver, a manutenção de um espaço organizado é sem duvida muito mais fácil.
“Tornamos os ambientes mais funcionais. Se pensarmos o que isso significará no dia a dia dessa pessoa, falamos em melhora da qualidade de vida, menor desperdício de tempo e energia, aumento da autoestima, segurança, sentimento de prazer e orgulho em receber amigos e diminuição de stress. Ou seja, só há vantagens”. – ressalta Malú.

Agora é só se animar com essas dicas e botar a mão na massa. Além de um ambiente mais bacana e organizado, também há uma intensa renovação de energia quando adotamos essa prática.

Organizabox -  Malú e Stella Nogueira

Gostou da nossa dica da semana? Comente, compartilhe, curta!